QUATRO OUTRA VEZ – Capítulo X

O que estão achando da história, galera? Hoje vamos ao 10º capítulo. 😉 Enjoy!

_______________________________

Capítulo X – Segundo dia

– Que bagunça é essa? – perguntava Carolina ao acordar

– Vem lá de baixo… – dizia a sonolenta Lorena

– O que está havendo? – indagava Bia – Cadê a Ju?

– Bom dia, meninas! Os primos do Gabriel chegaram – anunciava Julia ao entrar no quarto

– Ué?! Não eram primas? – questionava Lorena

– Acabou que vieram primos e primas.

– Opa! Melhor ainda!! – comemorava Carolina

– Carol!

– O quê, Bia?

– Tem gatinhos? – perguntava Lorena

– Tem um que é bonitinho.

– Hum… quando a Ju fala assim… – lamentava Carolina

– Ah! Que isso! Bonitinho é feio arrumadinho. Se for cheiroso dá pro gasto!

– Lolô!

– Ah, Bia! Qual é? Estou livre, leve e solta. Sou livre para voar!

– Falou tudo, Lolô! – concordava Carol – Pode pegar qualquer um dos primos do Gabriel para você, menos o Marcelo.

– Porque, Carol? Ele te deu ideia?

– Ainda não, Ju… mas se der mole eu pego!

– Suas doidas!… – ria Beatriz

– Fala sério! Ele não é lindo? Aqueles olhos, aquela boca… ah, meu Deus!

– Tadinho do Marcelo!… Se depender da Carol vai embora sem um pedaço! – gargalhava Julia– Gabriel, o que está acontecendo lá embaixo?

– Meus primos chegaram, Fabrício. E aí? Foi no quarto das meninas ontem?

– Não… nem eu nem Marcelo.

– ‘tava trancado. – completou Marcelo

– Sabe se a Bia já acordou, Gabriel?

– Não a vi lá embaixo não, Rodrigo. Mas, Fabrício, o que vocês tanto queriam lá?

– Nada, cunhadinho… só ver as coisas delas.

– Se bem que só ver as coisas não tem graça… o bom de ver mesmo são elas! – disse Marcelo

– Mas a gente pode começar vendo o quarto! No primeiro mole que elas derem, a gente vaza para lá! – dizia Fabrício

– Falou, parceiro! – concordava Marceloc11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0– Meninas, vamos logo senão vai ficar tarde, como ontem. – disse Carolina

– Ah, é! A Ju não pode passar a primeira noite casada “de branco”! – empolga-se Lorena

– Então vamos logo! Só vou avisar ao Rodrigo que estamos saindo e, por mim, a gente já pode ir.

No centro de Friburgo…

– Você quase não enjoou hoje né, Bia?

– Graças a Deus, Lorena…

– Já fez o teste? – indagava Carolina ao descer do carro

– Não – respondeu Beatriz – vou fazer quando voltar.

– Ah! Que bom!! – comemorava Julia – Olha! Aquela ali, na loja da esquerda! É linda! – aponta

– Vamos ver! – puxava Carolinac11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0Na casa…

– Ju! – chamou Fabrício ao entrar no quarto – Cadê elas? Já saíram? Já saíram!! Tenho que chamar o Marcelo. – diz Fabrício saindo à procura do mais novo companheiro de armações

– Rodrigo, você viu o Marcelo?

– Foi ajudar o Gabriel a receber as flores da ornamentação. Eu também tô indo. Quer ir?

– Daqui a pouco eu vou. Vou dar um pulinho lá em cima e depois vou.

– Quer que eu te espere?

– Não, não precisa. Pode ir. Depois eu vou.

– Valeu então. Tchau!

– Valeu. Tchau!

“Eu, agora, vou lá naquela maravilha que é o quarto delas” – pensava Fabrício – “Pronto! Cheguei. Agora quem não pode chegar são as donas do quarto. Qual será a cama da Lolô? Acho que é essa. Eu a vi com esse travesseiro na viagem. Onde é que estão as malas dela?… Aqui! Achei!! Nossa! Ela é a única pessoa que preenche esse papelzinho que vem na mala…” c11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0Enquanto Fabrício garimpa no quarto das moças, elas encontram a tal lingerie vermelha para Julia.

– Essa é perfeita! – vibra Carolina

– Não tá muito pequenininha, não? – perguntou Beatriz

– Claro que não! A sua, pelo que você nos disse, era muito menor! – entrega Lorena

– Era, Bia? – quis saber Julia

– Só um pouquinho…

– É essa! Vou levar. – declara

– Boa escolha, Ju! – elogia Lorena

– Gabriel vai cair pra trás quando te ver assim! – diz Carolina

– Ah, então não quero mais!

– Por que? Eu ‘tava brincando quando disse que estava pequena.

– Não quero ficar viúva na noite de núpcias!

E a gargalhada foi geral na loja.c11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0Fabrício, ainda no quarto das meninas, continua mexendo nas coisas de Lorena:

– A agenda dela! Será que fala alguma coisa de mim? Pô! Ela não escreve nada além de compromissos! E tá em branco desde a Páscoa!

E ele continua a mexer na agenda, mas não lê nada de interessante. Continua a vagar pelo cômodo à procura de “algo mais” e encontra uma caixa de remédios diferente.c11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0– Oi, amor! – cumprimenta Julia ao encontrar Gabriel em casa

– Oi, minha linda! Nossa! Como vocês demoraram, hein?

– Foi por uma boa causa – explica Lorena

– Você vai gostar! – diz Carolina

– De quê? – pergunta Gabriel

– Você saberá. Na hora certa. – indica Beatriz

– Vamos subir, meninas? – chama Juliac11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0Enquanto isso, no quarto, Fabrício resolve ver do que se trata a tal caixa de remédios. Afoito com o objeto suspeito nas mãos, nem vê um par de sandálias, tropeça nele e, com os susto, a caixa cai de suas mãos para baixo da cama de Julia. Ele se abaixa para pegar, quando ouve a voz de Carolina ecoando pelo corredor.

“E agora? O que farei? Se eu sair, elas me pegam. Se eu ficar aqui elas me encontram” – os passos e as vozes se aproximam – “Vou ficar assim mesmo!” – decide Fabrício se ajeitando embaixo da cama da irmã.

– Gostou, Ju? – pergunta Carolina

– Claro! Gabriel não perde por esperar! Quando ele me ver assim… – comemorava Julia

– E você? O que comprou, Lolô?

– Só uma camisolinha mesmo. Bia, me ajuda aqui, por favor. Essa blusa é horrível de desamarrar.

– Vai experimentar agora? – perguntou Bia

– Vou. Com essa correria da Ju, nem deu tempo.

Carolina: – E se não ficar bom?

Julia: – A moça da loja disse que troca. Cadê a notinha?

Lorena: – Tá aqui. Ué?! Onde guardei?

Beatriz: – Ah! Tá aqui no chão. Quase cai embaixo da cama da Ju.

– Ai, meu Deus!… Elas vão me ver… – pensa Fabrício – ‘tô perdido…

Julia: – Nossa, Lolô! ficou show!

Beatriz: – Essa cor combina perfeitamente com seu tom de pele.

Carolina: – Ficou muito lindo mesmo. Esse Casamento promete!

– Tenho que ver isso – pensa Fabrício se espichando para ver Lorena

– Meninas! O almoço está servido!! – anuncia D. Ana do corredor

– Obrigada. Já descemos, sogrinha! – responde Julia da porta do quarto

Carolina: – E então, Ju? Empolgada para mostrar o resultado ao Gabriel?

Lorena: – Só queria ser uma mosquinha para ver a reação dele.

Beatriz: – Vamos descer, gente? Tô faminta!

Lorena: – Só vou colocar uma blusa.

Julia: – Será que ele vai gostar?

Beatriz: – É claro que vai!

Carolina: – Todo cara gosta desse tipo de surpresa. Ainda mais agora que estarão casados!

Lorena: – Gente, agora morreu o assunto. Senão o Gabriel vai descobrir antes da hora.

Beatriz: – Ah, é!

Julia: – Shiii… vamos.

E entre risinhos e olhares de cumplicidade, as meninas saem do quarto.

– Ufa! Finalmente saíram! – comemorava Fabrício – Caraca! Eu já ‘tava ficando nervoso. Pra completar, nem deu pra ver a Lolô!… Sobre que resultado elas estavam falando? Que remédio é esse aqui? – divagava saindo do quartoc11f14ab3b3f275b6ed2d0fa3340b2a0– Nossa! Que calor! Nem parece que estamos em julho – reclamava Marcelo

– Assim as flores vão morrer… – lamentava Gabriel

– Deve ser por isso que a Bia tem passado tão mal: durante o dia esse calor escaldante, e à noite um frio danado. Não há quem resista. – resmungava Rodrigo

– Talvez não… – duvidava Gabriel

– Como assim? – perguntava Marcelo

– Tem alguém aqui que vai ser papai! – anunciava o empolgado Gabriel

– Eu sabia!! – interrompeu Fabrício – Essa história de vocês nunca me convenceu! Agora tenho certeza!!

– Certeza de que, mané? – indagou Marcelo

– Essa história de cinco anos morando fora e não ter rolado nada entre vocês dois! Seu mentiroso! -  dizia Fabrício acusando Gabriel

– Calma, cara…

– Calma nada, Gabriel! Seu mentiroso! Você já sabia e fingiu que não houve nada! Agora minha irmã vai casar grávida! E você sabia!!

– Quem?! – assustou-se Gabriel

– A minha irmã! A minha irmã!! – repetia aos berros

– A Julia?

– Claro, Rodrigo. Só tenho ela. Essa história de que ela era pura, que iria casar virgem… eu sabia que era mentira! Só espero que não contem nada ao meu pai, ele vai ficar muito decepcionado. E a Julia tá grávida e o Gabriel já sabia, tanto que taí se gabando “alguém aqui vai ser papai”. Seu… seu…

– Ei, Fabrício! Pera lá!! Fica no gelo, maluco. – aparta Marcelo

– Não era da sua irmã que a gente ‘tava falando. – defende-se Gabriel

– Mas tem um teste de gravidez e tudo no quarto dela!

– Hahahahaha!

– Tá rindo de que, Rodrigo? – perguntava Fabrício, enfurecido

– Hahaha! O teste não é dela. Hahaha!

– E é de quem? – quis saber Fabrício, agora confuso

– Hahahaha! É da Bia!

– De quem?

– É da Bia. As meninas acham que ela está grávida e compraram o teste para ela ontem. Hahaha!

– E eu me referia ao Rodrigo. – diz Gabriel

– Ah, é?! Puxa, gente… Sério? Foi mal aê. – desculpa-se Fabrício

Sem título_______________________________

Por hoje é só, pessoal! Até semana que vem!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *