Sobre o amor

Domingo passado, na Igreja onde minha mãe congrega, o culto foi dirigido pelo grupo de senhoras da congregação e as participações especiais não poderiam deixar de ser das mulheres da Igreja. Minha mãe solou um louvor (o que a deixa muito tensa), meu irmão gravou e enviou para o grupo que temos no WhatsApp.

2017-05-22-11-34-46Meu pai gosta muito da cantora Rose Nascimento mas, mais do que da Rose, papai gosta mesmo é de ver mamãe louvar.

2017-05-22-11-35-38Para mim, Casamento é isso! Parece bobagem, mas não é. Meus pais têm 35 anos de união (Bodas de Coral!!) e durante esses anos, eles passaram por muitos altos e baixos, muitas lutas e dificuldades, mas conquistaram muitas coisas e muitas vitórias também. E eles só conseguiram manter o Casamento graças ao apoio e suporte que um sempre deu ao outro.

Papai se declarar fã de mamãe é só mais uma forma de apoio. No início dos anos 80 minha mãe apoiava meu pai para que ele estudasse para o concurso do Corpo de Bombeiros e não é que ele passou e fez carreira? Nos anos 90, quando já estávamos crescidinhos, mamãe quis trabalhar e quem deu apoio para ela se preparar para os concursos? Isso mesmo: meu pai. Quando papai resolveu retomar os estudos e terminar o Ensino Médio mamãe o apoiou totalmente. Quando mamãe optou por fazer uma cirurgia super delicada, quem a apoiou na decisão, no pré e pós operatório foi papai. E esses são apenas alguns exemplos de forma de amor que eles nos dão diariamente.

Silvana & Sérgio, meus pais

Casamento não é só expressão física de amor, é amar todos os dias um pouquinho, com demonstrações de afeto, com apoio, com sobremesa favorita, com chocolate no travesseiro, com louça lavada, com sussurro, com presente caro, com lembrancinha, com bilhete, com sms…

Uma flor é cuidada todos os dias. Todo dia você deve regar um pouquinho. Se, de repente, você jogar um balde d’água, ela vai morrer afogada. Da mesma forma, se deixar de regar, ela vai secar e morrer. O amor é assim: deve ser cuidado, regado diariamente.

Seja o fã nº 1 de seu cônjuge. Seja o apoio que ele precisa. Seja a grata surpresa do dia. Seja seu o admirador nada secreto.

AME E NÃO TENHA VERGONHA DE DEMONSTRAR.

Casamento x Maquiagem

.

.

Quando tinha por volta de 16 anos, minha mãe já era Consultora Natura. E, quando acontecia algum evento que ela não podia ir, eu a representava e nisso acabei fazendo cursinhos de perfumaria e de maquiagem. Não saí expert, mas consegui guardar alguns ensinamentos e um deles é que não devemos nos focar em “consertar” as imperfeições, mas dar destaque nos pontos positivos.

Assim deve ser com o Casamento (e outros relacionamentos, inclusive): não devemos tentar ficar mudando o outro, reclamando de seus defeitos; devemos prestar atenção e valorizar as virtudes e qualidades do companheiro para o relacionamento ficar cada vez mais bonito.

Clima de romance

Ontem estava em casa terminando de preparar o almoço quando recebo um SMS do Marido avisando que se atrasaria um pouco para a refeição. OK. Só me restava esperar.

Poucos minutos depois ele chega, olha pela janela com aquela cara de traquinas que só ele tem e vem até mim por trás e me surpreende com um mimo:

CAM05232

Lindas flores!!

Já fazia um tempinho que não recebia flores, então perguntei se havia alguma razão especial para o presente. E ele respondeu simplesmente: Eu amo você!

E é isso! Fiquei meditando no gesto de meu esposo. Há quem diga “ele deve estar devendo!” ou “isso é culpa!” (infelizmente já ouvi isso outras vezes), mas prefiro acreditar na justificativa dele: EU AMO VOCÊ e isso já é razão mais do que suficiente para me alegrar com o ramalhete escolhido.

Dizem que a rotina mata o Casamento. Para alguns pode até ser verdade, mas gosto de nossa rotina e da segurança que ela me traz. Até porque volta e meia nossa rotina tem uns pontos especiais que podem até ser pequenos, mas que para nós muito significa: um chocolate no travesseiro, um bilhetinho na gaveta, um bolo de aniversário, o preparo do prato favorito, uma pizza no meio da semana, um buquê de flores… Tudo aparentemente sem motivo, mas com a mais linda e sublime razão: NOSSO AMOR.

Tamanho GG

Abstract stamp or label with the text Big Size written insideUma moça trabalhava em um brechó de um hospital, como voluntária. Certo dia adentrou na loja uma certa “senhora bastante obesa”, e de cara a moça pensou que não tinha nada na loja na numeração dela. Se sentiu apreensiva e constrangida naquela situação, vendo a senhora percorrer as araras em busca de algo que a jovem sabia que ela não encontraria. Ficou angustiada, porque não queria que a senhora se sentisse mal pelo tamanho das peças de roupas, se sentindo excluída implícita. Naquele momento a moça orou a Deus e pediu que lhe desse sabedoria para conduzir a situação, evitando que a cliente se sentisse excluída ou humilhada na sua autoestima. Foi quando o esperado aconteceu. A senhora se dirigiu à jovem atendente e disse tristinha:

 -“Ʌ não tem nada grande, não é?”

E a jovem, sem até aquele momento saber o que diria, simplesmente abriu os braços de uma ponta a outra e lhe respondeu:

-“Quem disse??? Claro que tem!! Olha só o tamanho desse abraço!”

E a abraçou com muito carinho. A senhora então se entregou àquele abraço acolhedor e deixou-se tomar pelas lágrimas exclamando:

-“Há quanto tempo que ninguém me dava um abraço.”

E chorando, tal qual uma criança a procura de um colo, lhe disse:

-“Não encontrei o que vim buscar, mas encontrei muito mais do que procurava”.

E naquele momento, através dos braços calorosos daquela jovem, Deus afagou a alma daquela senhora, tão carente de amor e de carinho.

 

Quantas almas não se encontram também tão necessitadas de um simples abraço, de uma palavra de carinho, de um gesto de amor. Será que dentro de nós, se procurarmos no nosso baú, lá nas prateleiras da nossa alma, no estoque do nosso coração, também não acharemos algo “grande” que sirva para alguém?

 

UM ABRAÇO ” TAMANHO GG” PARA VOCÊ.

 

 

(Autor desconhecido)

17 de fevereiro

Este é um dia especial para nós desde 2008

Quando nos conhecemos, em 25 de agosto de 2007, de cara, antes mesmo de sermos apresentados, eu disse “É ele!! É com ele que vou casar!”. Riram de mim, não acreditando em minha tão espontânea fé. Mas eu acreditei. Deus acreditou. E foi Deus quem nos uniu.
Começamos a orar e, passado o prazo dos 12 encontros e 1/2 (sim, 1/2 encontro!! rs), Deus nos honrou e respondeu confirmando que nosso amor é de Sua vontade.
17 de fevereiro de 2008 foi o dia do 1/2 encontro que faltava para fechar nosso período de oração e esse dia aconteceu cheio de expectativas de nossa parte e de nossos familiares.
Depois de um almoço em família, no intervalo de um Flamengo x Botafogo, quando já estava na hora de nos despedirmos, Leandro pediu a palavra e começou a dizer o que tanto esperei ouvir. Em tom quase que solene me perguntou se eu queria ser sua namorada. Minha vontade era dizer “claro que quero!”, pular ou fazer qualquer coisa mais efusiva do que o “quero” tímido que respondi mas, incrivelmente, naquele momento tão especial me faltou o ar e, com ele, as palavras. Ele perguntou aos meus pais se permitiam e abençoavam nosso namoro e, tanto meus pais quanto os dele, responderam que sim. Oramos entregando a Deus nosso namoro pela primeira vez. E também foi nesse momento que ele me chamou de “namorada” pela primeira vez.
E chegou a hora da primeira despedida dos novos namorados. Enquanto seu pai foi manobrar o carro, nos despedíamos no portão. Foi aí que ele me deu um beijo na testa, depois respeitosamente beijou meus lábios e declarou: “Esse é o primeiro dos muitos beijos que vou te dar.” E há 6 lindos anos ele cumpre fielmente essa promessa. ♥

São 6 anos de namoro, companheirismo, amizade, alegria, felicidade, cumplicidade, fidelidade… de amor! Faz 6 anos que sou uma pessoa mais feliz, mais tranquila, mais amada. Esses tem sido os 6 anos mais plenos de minha vida. E a culpa, se assim posso dizer, é tua, LEANDRO SANTOS NOGUEIRA.
Obrigada por tudo o que vc é para mim!

Esses são nossos primeiros 6 anos de namoro e, como já disse outras vezes, daqui para mais de 6, 12, 18 (…) décadas quero ver todos os dias aquele sorriso lindo, que tanto me chamou atenção e me conquistou. Quero que ele seja a última que verei antes de dormir e a primeira coisa que verei ao acordar. Para sempre. ♥

NEOQSEAV.
Sua esposa, sua eterna namorada
Vanessa Vasconcellos Imenes de Oliveira Nogueira

 

N♥sso♥ Am♥r é Lind♥

Ouvindo o rádio, me surpreendi acompanhando emocionada a música “Nosso Amor é Lindo” (do Voices) e passou um pequeno filme em minha cabeça…

Lembrei de nossos tempos de oração e de namoro quando eu sonhava, ainda um pouco insegura, com a hora do nosso SIM.
Lembrei dos tempos de SENAI quando te esperava ansiosamente na estação Maracanã para ver seu sorriso.
Lembrei dos sufocos para entrar no trem lotado só para irmos juntinhos até Campo Grande.
Lembrei do nosso primeiro Dia dos Namorados juntos que, na hora de ir embora, vc me disse “eu te amo” pela primeira vez e, quando o ônibus saiu, chorei de alegria.
Lembrei de uma certa quinta feira de janeiro de 2010 quando vc me ligou falando de um apartamento que sua irmã viu e, de forma meio confusa, me convenceu a entrar “no esquema”. E, no sábado, me levou para ver o tal ap e explicou que estava interessado em comprá-lo para morarmos. Foi um “quase pedido de Casamento”, mas foi o meu primeiro SIM para vc.

E agora estamos aqui: 1 ano, 6 meses e 24 dias depois do SIM mais importante de nossas vidas no nosso Grande Dia, o nosso 07 de julho, o primeiro dia do restante de nossas vidas.

Vc me surpreende e me conquista mais a cada dia. TE AMO mais do que naquele 17 de fevereiro de 2008, mais ainda do que em 17 de fevereiro de 2011 e muito mais do que em 07 de julho de 2012.

Leandro, agradeço a Deus por tua vida na minha. Sou muuuuuuiiito feliz ao teu lado. Não me canso de dizer: vc é o meu presente! Te direi SIM quantas vezes forem necessárias (e as que não forem também), pois vc é o melhor de Deus para mim.
Marido, receba essa canção como se fosse minha:

“Nosso amor é lindo.É lindo quando vejo você chegar
Com esse jeito de sorrir, de olhar, de falar
Nosso amor é lindo
É lindo quando você vem me dizer
Que haja o que houver
O amor tem poder pra vencer

Você é infinitamente mais,
Do que um dia eu pedi pra Deus.
Eu vou viver o resto dos meus dias, ao lado teu.
A nossa casa tem que ser,
Um pedacinho lá do céu.
Na alegria ou na dor eu serei fiel.

E mais uma vez eu digo ‘sim’
E mais uma vez me rendo a esse amor,
A esse olhar, a esse sorriso.
E mais uma vez eu digo ‘sim’
E mais uma vez eu nego a solidão,
De um coração que não tem abrigo.
Porque o nosso amor é lindo.
Porque nosso amor é tão lindo.
Nosso amor é tão lindo…”

NEOQSEAV ♥
Sua Vanessa.

organizando um Chá de Lingerie

Essa semana ajudei uma amiga a organizar o seu Chá de Lingerie. Ela casará no dia 07 de julho. Conhece essa data?! Pois é! Quando ela e seu noivo foram marcar a data do Grande Dia (em setembro do ano passado), só haviam 2 datas: 20 de outubro de 2012 ou 07 de julho de 2013. Ela me perguntou se havia problema de eles casarem na mesma data que Leandro e eu. Vê se pode? 😉 Somos tão amigas que nem me importei! A data do Casamento dela é a mesma que a minha! Além dela ter sido minha madrinha de Casamento, eu serei a dela! Que lindo!! Maninha, nossa amizade nasceu no coração de Deus antes de nascer nos nossos!

Comemoraremos nossas Bodas de Papel testemunhando a formação de uma nova e querida família!!

Bem, aproveitando a oportunidade, falarei neste post sobre o Chá de Lingerie e sua importância.

Essa brincadeira é interessante, pois além de ser a despedida de solteira da noiva, a ajuda a relaxar e esquecer um pouquinho do corre corre dos preparativos para o Casamento. Sem contar que ela ganhará vários presentinhos de suas amigas e seu noivo, quando virar marido, vai se deliciar com os presentes recebidos.

Como organizar:

  1. faça a lista das convidadas – não precisa chamar muitas pessoas. As madrinhas, mães dos noivos (sim! a sogra também deve participar desse momento. Afinal, o grande agraciado com os presentes será o filho dela. rs) e as amigas mais próximas da noiva já são suficientes para compor a “bagunça”.
  2. escolha o local – escolha um lugar que seja discreto, confortável e que comporte bem todas as convidadas
  3. escolha a data e o horário – marque entre 1 mês e 15 dias antes do Casamento para não atrapalhar o cronograma do Grande Dia e para que, no ápice do estresse das resoluções pré Casamento, a noiva possa relaxar. Sobre o horário, pode ser no final da tarde, para que um ambiente à meia luz possa ser criado, caso seja do gosto da noiva.
  4. escolha o tipo de Chá – existem 2 tipos de Chá de Lingerie. Um é o que uma empresa é contratada para levar e vender as lingeries e cuidar das brincadeiras. O outro tipo é o que usei no meu Chá e no da minha amiga, onde cada convidada compra com antecedência as lingeries para presentear a noiva e uma madrinha cuida das brincadeiras do Chá.
  5. crie e envie os convites – abaixo, um modelo de convite (este é o que fiz para a minha amiga, mas nada a impede de criar o seu!). 
  6. providencie as brincadeiras* – na internet é fácil encontrar uma infinidade de atividades que podem ser usadas em um Chá de Lingerie. Depois de escolher as que mais se parecem com a noiva e com sua lista de convidadas, providencie o material para as brincadeiras.
  7. providencie os “comes e bebes” – salgadinhos, chocolates, amendoins e refrigerantes são bem vindos nestas ocasiões. Também é importante adaptar este item às preferências da noiva. E não esqueça dos descartáveis!
  8. providencie a ornamentação do local – não precisa ser nada exagerado. É só para deixar o ambiente bonito e favorável para o Chá. Veja alguns exemplos que encontrei na internet:
  9. encomende as lembrancinhas – no meu Chá de Lingerie, montei um cachepot com docinhos para oferecer às minhas convidadas, mas no Chá da minha amiga, encomendei uns mini corpetes no Mercado Livre. São liiiiindos! É só pedir com antecedência.
  10. aproveite o Chá de Lingerie!!

 

Links legais:

  • Fotos do meu Chá de Lingerie – http://www.facebook.com/media/set/?set=a.183347688461662.38188.100003592961741&type=3
  • Lembrancinhas que encomendei para o Chá de Lingerie da minha amiga – http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-489113125-20-lembrancinhas-de-cha-de-panela-e-lingerie-em-biscuit-_JM

 

*Sugestões de brincadeiras:

I.    Bola de lã
A pessoa que está organizando o chá ficará com um novelo de lã na mão. A cada convidada que chegar será pedido que corte um pedaço de lã do tamanho que quiser e que guarde. As convidadas não deverão saber para que será usado esse fio até que todas estejam presentes e com seus respectivos pedaços em mãos. Forma-se um círculo com as pessoas presentes e a anfitriã irá explicar a brincadeira: cada uma terá que se apresentar e dizer alguma coisa sobre a noiva ou sobre os noivos enquanto enrola o pedaço de lã no dedo (como se conheceram, uma situação engraçada que passaram juntas, um momento importante, etc.). Quem pegou o maior pedaço terá que se virar para falar até terminar de enrolar tudo.

II.    Batata quente
A organizadora da festa deverá separar vários itens, como: touca de banho, meia calça colorida, máscaras (de oncinha, de Zorro, de coelhinha, de Mulher Gato), enfim, tudo o que encontrar de baratinho e brega. Deve também escolher algumas coisas legais como anéis, broches, fivelinhas, batom, mini buquês, etc. Ela coloca uma música e, escondida das demais convidadas, esconde algo na caixa. A caixa deverá passar de mão em mão na roda e quando a organizadora parar a música, a pessoa que estiver com a caixa deverá abri-la e usar o que estiver dentro. No final da festa, as convidadas poderão levar seus “presentes” para casa.

III.    Papéis criativos
As participantes serão divididas em vários grupos e cada grupo escolherá uma de seus integrantes para ser vestida de jornal. O personagem escolhido em cada rodada deve ser o mesmo para todos os grupos. O grupo que melhor caracterizar o personagem, dentro do tempo estipulado pelos organizadores, receberá um prêmio. Dica: além de jornal, providencie também tesouras, rolos fita crepe e revistas. Sugestões de personagens: bombeiro, enfermeira, noiva, vampiro, zorro, freira, chef de cozinha, galinha, espantalho, etc.

IV.    Classificados
Cada participante recebe um papel com o escrito: “___________ à venda!” A lacuna deve ser preenchida com um utensílio doméstico encalhado em casa. Em seguida, ela monta um pequeno anúncio do produto, descrevendo suas qualidades. Em roda, a noiva lê os anúncios substituindo sempre o nome dos produtos pelo nome do noivo.

V.    Conselhos para a vida a dois
A organizadora deverá recortar algumas folhas de papel em formato de coração e distribuir entre as participantes para que escrevam um conselho para a vida do casal. Ao final, cada participante dobra o coração no meio e coloca dentro de uma caixa. A noiva poderá ler cada um em voz alta e tentar adivinhar quem foi que escreveu. Depois disso, os papéis poderão ser presos num mural ou colados em um caderno de recordações oferecido como um presente para a noiva. Exemplos de conselhos: não ir para a cama depois de uma briga sem antes fazerem as pazes, não implicar com o outro por causa de coisas banais, surpreender seu amor com um prato especial em um dia qualquer, manter o romantismo sempre, etc.

 

__________________________________

Deus nos prepara

Leandro e eu estamos lendo um livro chamado “Devocional para Casais” (do Pr. Jaime Kemp e sua esposa, Judith Kemp). Em um dos textos, o Pr. Jaime conta que ele era o caçula de 5 irmãos e, além de ser o caçula, era o único homem da filharada. Ele disse que, com isso, Deus o estava preparando para a sua família, depois que ele casasse. Ele tem sua esposa, 2 filhas e 1 cadelinha. Ou seja, mais uma vez ele é o único macho de uma casa com 4 fêmeas.

Fiquei pensando nisso. Quando morava com meus pais, dividia o quarto com meu irmão, Vitor, e ficava imaginando, na hora em que arrumava nosso quarto, o porquê de ter tantos pelos do meu irmão perdidos pelo chão (ele não é cachorro, mas soltava pelos! rs). Outra coisa que me assustava, era que meu irmão falava durante o sono. Às vezes eu acordava no meio da noite achando que ele estava conversando comigo, mas não. Ele estava apenas sonhando.

Casei. E logo nas primeiras vezes que arrumei nossa cama, o que descobri?! Leandro também solta pelos!! Com menos de um mês de casada, ouvi durante a madrugada meu esposo chamando por um cachorro. Hã?! Pois é. Ele às vezes também fala durante o sono.

O que aprendi? Que, por meio de nossa família primária, Deus nos prepara para a nossa futura família.

Com os pelos do meu irmão, Deus estava me preparando para ter um marido com braços e pernas peludos que me aquecem todas as noites ao dormir, antes deles se soltarem de suas pernas e braços e ficarem em nossa cama. Com os “altos papos” do meu irmão durante a madrugada, me acostumei a ouvir vozes durante o sono.

Observando minha mãe chegar do trabalho e ir, mesmo cansada para a cozinha preparar nosso jantar, aprendi que devo ser uma esposa dedicada que alimenta bem e de forma saudável sua família.

Com o jeito brincalhão do meu pai, aprendi a não levar a vida tão à sério mas sem perder o senso de responsabilidade com a minha família.

Tendo um irmão aprendi a dividir. Não só o nosso quarto, mas o tempo e atenção dos meus pais.

Com os carinhos de meus pais aprendi a amar incondicionalmente.

Aprendi tudo o que sei sobre amor, carinho, afeto e respeito com minha família. Agora, peço sabedoria a Deus para compartilhar esses bens preciosos com minha atual família (meu esposo) e as bençãos que Deus nos enviar (nossos filhos).

 

Dica de leitura: Devocional para Casais – reflexões para uma vida a dois
KEMP, Jaime. Devocional para Casais / Jaime e Judith Kemp. – São Paulo, Hagnos, 2002

Simples assim!

Às vezes estudamos tanto, aprendemos tantas teorias, que complicamos as coisas. Perdemos a sua simplicidade, a sua essência.

A professora perde o “tato” com seus aluninhos, e fica engessada em nome da didática.

Os pais perdem o domínio sobre os filhos por causa de certas psicologias.

A humanidade perde o contato, a afeição pelo próximo, por questões de segurança.

O adulto perde a alegria de viver, o brilho no olhar, por causa das convenções, porque rir à toa é coisa de criança.

O homem perde a sensibilidade porque chorar é sinal de fraqueza.

A mulher deixa de ser verdadeiramente mãe porque é importante trabalhar fora.

Não se brinca por ser perda de tempo.

O chefe deixa de ser legal para ser profissional.

O cristão perde a essência da adoração por causa de religiosidade, de doutrinas.

 

Que Deus nos auxilie a crescer a cada dia não deixando de lado o que realmente importa, o que é essencial. Como nossa família, nossos amigos, o amor e carinho pelo próximo, e especialmente o nosso contato real e diário com Ele.

 

Escolhi esperar!

Ontem, assistindo ao GloboNews, vi uma matéria que falava sobre a vacinação de meninas contra o HPV. Uma médica foi entrevistada no programa para esclarecer dúvidas acerca do vírus, para falar sobre o plano da vacinação e (pasmem!) da resisitência da população sobre a faixa etária que deveria receber a imunidade. O atual texto do projeto diz que meninas entre 11 e 13 anos deveriam ser vacinadas. As que já passaram da idade também devem tomar as 3 doses para a imunização, mas o público alvo seriam as meninas entre 11 e 13 anos, pois (segundo o Ministério da Saúde) as garotinhas brasileiras estão iniciando sua vida sexual cada vez mais cedo e, nessa idade, já seria necessário aplicar a vacinação para que, quando elas tiverem relações sexuais, estarem imunes ao vírus do HPV. Tem gente achando que entre 11 e 13 anos é muito cedo, tem gente apoiando… o texto está sendo examinado pela Câmara dos Deputados.

Primeiramente, pensei: boa tática! Como já diriam os antigos, “é melhor prevenir do que remediar”. Mas pensando melhor, se as menininhas seguissem a vontade de Deus, se guardariam e, além de não engravidarem precocemente, não correriam risco de contrair DST`s como o HPV. Se vivessem os planos de Deus, só se entregariam sexualmente a alguém depois do Casamento e, assim, menininhas e menininhos estariam limpinhos, sem DST`s, sem decepções amorosas, sem crianças gerando crianças…

Assumo sem vergonha nenhuma. Casei-me ano passado, aos 25 anos. E, sim, casei virgem. Esperei em Deus, me guardei e Ele me abençoou! Me abençoou com um marido amoroso, fiel e igualmente puro. Deus tem nos feito viver um Casamento lindo e sólido em Sua presença.

Namorar e estar noivos durante pouco mais de 4 anos sem o test drive tão promovido pelo mundo foi muito difícil, não vou mentir. Mas Deus nos deu forças, domínio próprio e nos auxiliou durante a “caminhada no deserto rumo a terra prometida”.

Se tivesse iniciado minha vida sexual na faixa etária considerada normal, aceitável pelo mundo, não viveria o melhor de Deus para mim, talvez hoje já tivesse filhos, talvez estaria vivendo frustrada, entre outras coisas.

Há um tempo atrás, uma aluna do Colégio onde trabalho apareceu grávida. Algumas meninas, de outra turma até, vieram me contar a novidade dizendo ser um absurdo ela estar grávida tão nova e com tantos métodos contraceptivos disponíveis. “Como pode professora?!” – elas me perguntaram. Eu respondi: “O melhor método para prevenir gravidez é a virgindade. Segurar a periquita é a melhor opção.” Elas ficaram chocadas com minha resposta e perguntaram sobre minha vida sexual com meu (na época) noivo. Disse que não havia vida sexual ativa, que decidimos cumprir a vontade de Deus nos guardando. Mais uma vez elas ficaram chocadas e algumas delas disseram que, com base em meu testemunho, também se guardariam e seguiriam meu exemplo.

Não quero dizer com essa história que sou melhor do que outras pessoas. Quero dizer que, sim, é possível esperar! Sabe quais as vantagens de esperar o Casamento, o momento certo, para se entregar sexualmente a alguém? Eis algumas delas:

  1. Não haverão comparações casando-se virgem, você não terá como comparar a performance sexual de seu (sua) esposo (a) e ele (a) sendo igualmente virgem, esta será uma via de mão dupla.
  2. Não haverão decepções não havendo comparações, você não ficará desapontado (a) com a inexperiência de seu cônjuge.
  3. Haverão descobertas vocês descobrirão JUNTOS os benefícios e prazeres da vida a dois. É tão bom passear com a pessoa amada na rua e encontrar R$50!… Imagine descobrir com seu amor as delícias da vida sexual!
  4. Fidelidade* a pessoa que não tem o domínio próprio de guardar sua pureza até o Casamento tem maior probabilidade de ser infiel durante o Casamento. Se não conseguiu “se segurar” quando solteiro, talvez não consiga se dominar casado…
  5. Saúde mantendo-se virgem, você está literalmente puro, pois não se expõe a doenças sexualmente transmissíveis (as famigeradas DST`s).
  6. Deus é a vontade Dele para seus filhos! Deus deseja que o homem e a mulher se unam fisicamente/sexualmente após a união espiritual (o Casamento). “Portanto deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne” (Gênesis 2.24)

Estes são apenas alguns benefícios de se manterem puros antes do Casamento. Vale a pena esperar e desfrutar do melhor de Deus para a tua vida. Aguarde o tempo certo!!

Para finalizar a minha opinião sobre a vacina, se as garotinhas e os garotinhos em geral fossem orientados a se manterem puros antes do Casamento, virgens, o Ministério da Saúde não precisaria se preocupar em vacinar ninguém contra o HPV, não teria que buscar com urgência a cura para a AIDS e outras DST`s e essas doenças (se existissem) não seriam tão facilmente transmissíveis. Mas já que alguns adolescentes já estão “circulando soltos por aí”, essa vacinação é uma boa maneira de prevenir o pior.

Acesse também:

  • Matéria sobre a vacinação contra o HPV – http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2013/04/ministerio-da-saude-discute-inclusao-de-vacina-contra-hpv-na-rede-publica.html
  • Blog sobre namoro para a juventude – http://naomordamaca.com/
  • Estudo “Agora é para casar!” – http://vanessa.imenes.org/?p=302
  • Estudo “Orando e namorando” – http://vanessa.imenes.org/?p=318
  • Post “Namoro Santo: Deus quer. Você consegue?” – http://vanessa.imenes.org/?p=158
  • Post “Depoimento :: minha história de amor” – http://vanessa.imenes.org/?p=158

 

* não estou afirmando que isso é regra! Note a palavra PROBABILIDADE no contexto da frase