Modinha-nha! ;)

Quando entrei no Ensino Médio, quem não tinha Msn era, no mínimo, “bobo”:

_ Me passa seu msn?

_ Não tenho…

_ Deixa de ser bobo! Você precisa ter um. Todo mundo tem!!

E a criatura se encaminhava até a lan house mais próxima e criava seu msn. Só tinha meia dúzia de contatos, mas tinha. E a maioria eram conhecidos seus.

 

Quando estava terminando meu Ensino Médio, em 2005 (nem tem tanto tempo assim, tá? rs), todos precisavam de um Orkut.

_ Tá todo mundo lá! Dá pra ver fotos, reencontrar amigos, encontrar pessoas de outros estados e até países!

Porém, havia quem fosse contra:

_Olha só o nome! Isso só pode ser coisa do demônio!! Tem alguma coisa estranha nisso, tá atraindo muita gente.

No início, só dava para entrar no Orkut quem ganhasse convite de algum amigo bonzinho. Mas o tempo foi passando e o Google percebeu que o Orkut “pegou” e liberou para qualquer um acessar e criar seu profile, ou melhor, perfil. Pronto! Todo mundo tinha um. Era scrap pra lá, scrap pra cá e um ia acc o outro sem ao menos conhecer. As pessoas poderiam ter até 1000 amigos em seu perfil. Amigos em termos, porque a maioria era desconhecida mesmo. Join?

 Há um tempo atrás, quando já estava faculdade, passou uma matéria no Fantástico falando da nova sensação do momento: o Twitter. No mini blog você poderia escrever um pensamento de até 140 caracteres. Foi uma febre!! Quase todos tinham.

_ Você viu o que ela twittou hoje?

_ Como ela pode escrever uma coisa dessas?

_ Aliás, você já segue meu Twitter?

_ Hum… acho que não…

_ Não acredito!! Follow me!

E era um tal de um twittando o outro pra cima e para baixo!… E eu nunca tive um. Foi aí que me dei conta de uma coisa: tô ficando velha para essa história de redes sociais. Nunca consegui entender a preciosa função do Twitter e muito menos a razão dele ter se tornado uma febre no meio da galera.

 

Quando eu achei que não havia mais o que ser inventado, eis que surge o Facebook.

_ Você tem Face?

_ Não… mas tenho Orkut, serve?

_ Orkut é coisa do passado! A moda agora é Face. Lá você encontra todo mundo, conversa com a galera em tempo real, escreve seus pensamentos e ainda coloca fotos pra geral ver!!

Pronto! Fizeram uma miscelânea de todas as redes sociais: o Facebook.

 

Não, eu não tenho Facebook. Mas tem tanta gente me perturbando com isso… “O Orkut já era!” – dizem.  Ou “tá todo mundo no face”. Ou ainda “o Orkut vai acabar, hein!”. Será? Será?

Mas continuo irredutível! Não tenho Facebook e Twitter e nem tenho interesse em ter! Não vou criar um Facebook só para aderir a uma modinha que deve ser passageira. Posso ficar sozinha na net mas o Orkut será a minha única rede social!! Hunf!

Hum… pensando bem, fiquei com medo agora. É sério.

Sabe do que estou com medo? De Jesus Cristo ser uma modinha para algumas pessoas.

Da galera dizer que tem Jesus como seu salvador pessoal só para fazer parte de um círculo social, mas na verdade Jesus Cristo está à léguas de sua vida. O pior é que esse tipo de pessoa acredita mesmo ter Cristo no coração, mas é só a moda passar que Jesus vai pro fundo do armário ficar escondidinho lá como uma calça velha. Como o Msn e o Orkut passaram, tô com medo de Cristo “passar” na vida dessa gente também.

Será que você tem Jesus de verdade ou vive na modinha de ser crente? Pense bem!

Compromisso

Há 2 meses Leandro me levou para jantar em um lugar lindo e romântico e pediu para casar comigo. Eu, que não sou boba nem nada, aceitei. Desde então, uso uma belíssima aliança de ouro na mão direita, sinal do meu compromisso com ele. Mas este post não é para ficar me gabando por estar noiva do melhor partido do mundo. Nada disso! Este texto é para falar sobre compromisso.

 

Desde o dia 17 de fevereiro de 2011 sou oficialmente a noiva do Leandro. Pode ser em Mambucaba, Mangaratiba, Campo Grande, dentro ou fora do Rio de Janeiro, do Brasil… em qualquer lugar as pessoas vêem a aliança na minha mão direita e sabem que sou noiva de alguém, que tenho um compromisso formal e mais sério com algum rapaz. Não posso ser a noiva do Leandro só de vez em quando, só quando estivermos juntos em algum evento, só no meu trabalho, ou quando me interessar. A partir do dia em que aceitei o pedido de casamento feito por ele, sou sua noiva independente de qualquer coisa. O compromisso está no coração. A aliança, apesar de linda, só serve como uma lembrança para mim e como um aviso para os que me cercam.

 

ASSIM É NOSSA VIDA COM DEUS.  A partir do momento que você aceita a Jesus como seu único e suficiente Salvador pessoal, você assumiu publicamente um compromisso com o Senhor. Você passa a ser cristão em qualquer lugar que estiver! Não só na Igreja aos domingos nem quando as coisas apertarem. É sempre!

 

Você tem honrado seu compromisso com Deus? Como vai o relacionamento de vocês? Tem existido sinceridade, cumplicidade, afeto? Ou uma troca de interesses, distanciamento e esfriamento?

 

Lembre-se: em seu compromisso com Deus, você não usa aliança, mas Cristo pagou um alto preço para te ter ao lado Dele. Ele morreu na cruz por você. Isso não é muito mais caro do que qualquer aliança de ouro cravejada de brilhantes?

 

Pense no que você tem feito com seu compromisso com o Senhor. Nunca é tarde para renovar os votos de amor entre vocês. Faça isso agora mesmo!!

 

Que Deus te abençoe e fale melhor ao seu coração.