2014 / 2015

2014 foi um ano difícil, mas também foi um ano de bênçãos.

E glórias a Deus por nos fazer passar por atribulações, pois assim damos real valor às bençãos quando estas chegam.

 

2014 foi ano que lutamos loucamente para receber nosso apartamento. Imóvel que compramos, pagamos em dia, mas a MRV estava segurando para nos entregar as chaves. Em junho Deus disse “basta!” e nos entregou nosso lar, que estava comprado desde maio de 2010.

Em 2014 sofri perdas irreparáveis. Em agosto Yuri, um ex aluno, faleceu e em novembro, depois de muito lutar, minha tia Katia também se foi. Mas em dezembro, pouco depois do grande sacode que os Imenes levaram, Deus nos presenteou com a gestação de minha prima Jennifer (filha da tia Katia). Rebecca vem aí para dar mais cor de rosa à nossa família.

Em 2014 Deus nos orientou a mudar de Igreja. Ele não nos queria mais congregando longe de casa e colocou em nossos corações o desejo de encontrar uma “família espiritual” em Mambucaba. Depois de muito orar, falar e ouvir ao Senhor, estamos congregando na PIB em Mambucaba, aqui pertinho de onde Deus escolheu para morarmos.

Em 2014 fomos padrinhos de Casamento de Bianca & Alcidney , casal que foi morar logo ali em Boston (EUA). A saudade aperta, mas o conforto vem do Senhor, que os mandou para lá.

Em 2014 fizemos uma pequena reforma no ap que o Senhor nos deu. O pedreiro estragou o material mais caro da reforma, mas Deus providenciou o ressarcimento do prejuízo e, em 20 de dezembro, nos mudamos para o nosso tão esperado e amado lar.

Em 2014 Deus nos providenciou uma nova sobrinha: Emanuele, de Sabrina & Walter. A pequena Manu já chegou causando: Sabrina engravidou no susto, a gravidez era cercada de cuidados e Manu queria nascer bem cedo, aos 6 meses de gestação. Mas Deus, que é um Deus de amor e cuidado, guardou Manuzinha no forno até janeiro/2015.

Em 2014 fomos surpreendidos por Deus em cada detalhe de nossas vidas. Seja na dor da perda, na demora da entrega do que é seu por direito, seja na frustração de um plano… em qualquer coisa que nos acontece, Deus está olhando lá na frente e tomando conta de nós.

Hoje Deus faz. Amanhã você entende.

♪ Deus da minha vida ♫ (Thalles Roberto)

Esses dias meu marido lindo e eu estávamos ouvindo o CD do Thalles Roberto e, enquanto gritávamos o refrão da canção (pq essa música é muuuuito boa para gritar, é automético. rs), parei e comecei a meditar no que estévamos cantando. Analise comigo:

Deus meu, Pai meu
Amor meu
Tudo, razão de tudo!
Deus meu, Ar meu
Farol, o farol que eu
Preciso, como eu preciso!!

Eu preciso Te sentir todo dia!
E olhar pra Tua luz pra não me perder!
Meu Senhor, Tu és a minha alegria
E eu preciso!!

Deus da minha vida, fica comigo
Sou a Sua casa, mora em mim
Deixa eu Te dizer o que eu preciso, Pai:
Eu preciso do Senhor!!

Que oração linda!!

O autor diz que o Deus é o ar de sua vida. Sabemos que sem ar os seres vivos não sobrevivem. Logo, Deus é a razão da existência dele, como aliés, ele diz um pouco antes.

O autor continua sua declaração de amor a Deus dizendo que o Pai é como um farol para ele. Quando estamos numa estrada à noite, o farol do carro é essencial! E assim é Deus em nossa vida: ESSENCIAL.

Ele continua dizendo que precisa sentir Deus proximo a ele, que precisa se guiar pela luz de Deus, que Ele é sua alegria e acaba por querer Deus tão perto de si que termina pedindo para Deus morar nele.

Fiquei cantando, ouvindo e pensando: quando nos mudamos para uma casa nova, levamos nossa mobília, pintamos as paredes com cores que nos agradam, penduramos nossos quadros, colocamos nossos objetos onde preferimos, espalhamos nossas fotos pela casa… enfim! A deixamos do nosso jeitinho. Afinal, onde moramos precisa paracer com a gente, ter a nossa cara. Logo, se dizemos para Deus “Sou a Sua casa, mora em mim”, estamos abrindo o nosso coração para o Senhor entrar, habitar e deixar do Seu Santo jeitinho.

Já parou para pensar no que você tem cantado ultimamente? Se pede para Deus morar em você, Ele vai te transformar! Você sera diferente, pois seu inquilino te deixará diferente! Se você diz para Deus “(…) largo tudo pra Te seguir (…)”, como na canção Faz um Milagre em Mim, de Regis Danese, Deus vai te cobrar! Ou ainda, se na mesma música você pede ao Senhor “(…) mexe com minha estrutura (…) faz um milagre em mim (…)”, Deus vai mexer na sua base, no que for o seu alicerce (que pode ser seu emprego, sua família, sua saúde, sua vida espiritual…) para, enfim, fazer um milagre na tua vida!

Em Oséias 4.6 diz que “meu povo perece por falta de conhecimento”. Perecer quer dizer deixar de ser ou existir, morrer, acabar, findar, deixar de viver. Se você canta como oração, pede a Deus o que não sabe, sofrerá as consequências.

Cuidado com o que canta, criatura!!! Não só em relação a louvores, mas em todas a músicas, de um modo geral. Não estou dizendo para você parar de cantar e/ou de entoar louvores a Deus. Não, não! Só estou pedindo para ter atenção com essas músicas que estão tanto na moda e que toooooodo o mundo tá cantando e nem parou para pensar no que está dizendo a Deus.

Agora sim posso cantar tranquila: “Deus da minha vida, fica comigo / Sou a Sua casa, mora em mim / Deixa eu Te dizer o que eu preciso, Pai: / Eu preciso do Senhor!!” Afinal, já parei para pensar no significado da canção e concordo plenamente com o autor. E você? Vai deixar Deus habitar em seu coracao? 😉