Uma questão de ministério

Em maio deste ano fui convidada pela MCA (Mulheres Cristãs em Ação) da Igreja Batista em El Ranchito para dar-lhes uma palestra sobre a importância de atividades físicas para mulheres. No meio da palestra, conversa vai, conversa vem… e disse a elas que nosso ministério pessoal é uma forma de praticarmos atividades. Comecei a listar exemplos de ministérios e disse a elas que, por mais que não tenhamos um ministério “aparente” na Casa do Senhor, devemos viver a nossa vida como uma forma de glorificar ao Senhor e, sendo assim, esse é o nosso ministério.

Algumas têm o ministério do evangelismo. Outras possuem o ministério da palavra. Outras, ainda, o de interceder. E outras têm o ministério de ser esposa. Esposa?! Sim! O ministério de esposa é muito importante! Quem vai cuidar de seu esposo, de seu lar, de suas coisinhas com prazer? VOCÊ, que é esposa e VIVE esse ministério.

Tudo o que temos foi Deus quem nos deu: lar, família, emprego, Igreja, bens, saúde… (Salmo 139.14-16 / Romanos 11.36). No tempo certo, Deus dará à esposa o ministério de ser mãe. Ela acumulará as duas funções e será feliz! Pois é esse o desejo de Deus. Ele nos fez para ser mulher, mãe, esposa, dona de casa, trabalhadora, auxiliadora (Gênesis 2.28), intercessora, consoladora (Gênesis 24.67), encorajadora (Provérbios 31.12 e 26), companheira e bonita! Agradeça ao Pai por essas bençãos e desfrute delas!

Existem pessoas que não aceitam o ministério que Deus lhes reservou, que os rejeitam ou querem atropelar etapas. Mas não deve ser assim! A vontade do Senhor é boa, perfeita e agradável (Romanos 12.2) e tudo tem o tempo e a hora certa para acontecer (Eclesiastes 3).

Aceite o melhor de Deus para a tua vida e seja feliz!

Atletas de Cristo

Hoje, durante o amistoso da Seleção Brasileira contra a Estônia,  lembrei do dia 28 de junho desse ano, quando a Seleção venceu sua terceira Copa das Confederações.Premiação da Seleção

Lúcio, o capitão da Seleção, estava passando por momentos difíceis em sua vida pessoal e profissional: antes de ser escalado para a Copa, ele havia sido dispensado do clube alemão Bayern de Munique e ainda não sabia como seria o seu futuro no mundo do futebol.

Na final, contra os Estados Unidos, o zagueiro estava tão inspirado que armou ataques, deu passes e marcou o gol da vitória da Seleção. Após o jogo,  Lúcio, que vestiu uma camisa branca com a frase “I love Jesus”, não escondeu a emoção e se rendeu às lágrimas. Em entrevista às redes de TV, o herói do jogo agradeceu o apoio que sua esposa lhe deu nesse momento tão difícil e glorificou o nome do Senhor pela vitória. Li eLúcio: "obrigado, meu pai! Foi pra você!"m um site que Lúcio dedicou a vitória a sua esposa, porém essa informação não está tão certa assim… Ele agradeceu à esposa sim, mas também a Deus: “O gol foi para Deus, que me dá muita força. Tenho enfrentado muitas dificuldades, passo horas no quarto sozinho. Só tenho que agradecer a Deus, estou muito feliz. Tive uma temporada difícil e recebi uma má notícia do meu clube. A Dione, minha esposa também me apoiou muito e agradeço muito a ela” – disse  em entrevista à Rede Globo quando perguntado se o gol foi para seu pai, por ter dito “obrigado, meu pai! Foi pra você!” durante a comemoração do gol que marcou.

Kaká pertence a Jesus

O destaque desse artigo não vai só para Lúcio por seu maravilhoso desempenho na Copa mas também para Kaká, Luis Fabiano, Gilberto Silva e todos os outros atletas cristãos que vestiram a camisa de Jesus e a exibiram em rede internacional! Glória a Deus pela vida desses craques!! Fiquei emocionada por eles não terem vergonha de anunciar o Evangelho de Cristo!

Antes da entrega dos troféus e medalhas, os jogadores fizeram um círculo no gramado para agradecer a Deus com uma oração. A FIFA condenou a ação de nossos craques, alegando que não se deve misturar futebol com religião e proibiu os atletas de orarem em campo novamente. Peço a Deus que essa condenação não resulte em punição, pois nossos atletas-irmãos estão sendo usados como canal para a evangelização de milhares de pessoas, já que o futebol é uma paixão compartilhada por quase todos os países do mundo.

Jogadores agradecem a Deus

Fico pensando… e nós?

O que temos feito para anunciar o Evangelho? Temos vestido a camisa de Cristo ou ficamos escondidinhos com a nossa crença? Temos cumprido o “Ide de Jesus”?


“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15)