2014 / 2015

2014 foi um ano difícil, mas também foi um ano de bênçãos.

E glórias a Deus por nos fazer passar por atribulações, pois assim damos real valor às bençãos quando estas chegam.

 

2014 foi ano que lutamos loucamente para receber nosso apartamento. Imóvel que compramos, pagamos em dia, mas a MRV estava segurando para nos entregar as chaves. Em junho Deus disse “basta!” e nos entregou nosso lar, que estava comprado desde maio de 2010.

Em 2014 sofri perdas irreparáveis. Em agosto Yuri, um ex aluno, faleceu e em novembro, depois de muito lutar, minha tia Katia também se foi. Mas em dezembro, pouco depois do grande sacode que os Imenes levaram, Deus nos presenteou com a gestação de minha prima Jennifer (filha da tia Katia). Rebecca vem aí para dar mais cor de rosa à nossa família.

Em 2014 Deus nos orientou a mudar de Igreja. Ele não nos queria mais congregando longe de casa e colocou em nossos corações o desejo de encontrar uma “família espiritual” em Mambucaba. Depois de muito orar, falar e ouvir ao Senhor, estamos congregando na PIB em Mambucaba, aqui pertinho de onde Deus escolheu para morarmos.

Em 2014 fomos padrinhos de Casamento de Bianca & Alcidney , casal que foi morar logo ali em Boston (EUA). A saudade aperta, mas o conforto vem do Senhor, que os mandou para lá.

Em 2014 fizemos uma pequena reforma no ap que o Senhor nos deu. O pedreiro estragou o material mais caro da reforma, mas Deus providenciou o ressarcimento do prejuízo e, em 20 de dezembro, nos mudamos para o nosso tão esperado e amado lar.

Em 2014 Deus nos providenciou uma nova sobrinha: Emanuele, de Sabrina & Walter. A pequena Manu já chegou causando: Sabrina engravidou no susto, a gravidez era cercada de cuidados e Manu queria nascer bem cedo, aos 6 meses de gestação. Mas Deus, que é um Deus de amor e cuidado, guardou Manuzinha no forno até janeiro/2015.

Em 2014 fomos surpreendidos por Deus em cada detalhe de nossas vidas. Seja na dor da perda, na demora da entrega do que é seu por direito, seja na frustração de um plano… em qualquer coisa que nos acontece, Deus está olhando lá na frente e tomando conta de nós.

Hoje Deus faz. Amanhã você entende.

Perder

Nunca saberemos como lidar com a perda. Seja de um simples objeto ou de uma vida. Perder é sempre muito difícil…

Em 2012 um formando do colégio, o Arthur, durante a instalação de um toldo encostou num cabo de alta tensão. Arthur foi eletrocutado e morreu na hora.

Ano passado, numa briga entre vizinhos, um ex aluno nosso, Robert, foi executado.

Também ano passado, às vésperas de sua formatura Érika sofreu um acidente de carro e ela e o irmão, Érik, morreram ainda no local do acidente.

E hoje, 12 de agosto de 2014, recebi mais uma surpresa desagradável: Yuri, formando 2014, passou mal, teve 3 paradas cardíacas e na 4ª parada não resistiu e faleceu.

Eram alunos do Ensino Médio, todos tão novos!… Com menos de 20 anos… não consigo me acostumar com esse tipo de perda.

Perder o Yuri assim, dessa forma, por mais incrível que pareça, me chocou mais do que o falecimento dos outros alunos. O menino estava bem, aparentemente saudável, não era envolvido com drogas, nem anabolizantes. Um choque muito grande para todos.

Mais um aluno nosso se foi. E um bom aluno. Não só academicamente falando, mas humanamente. Yuri foi um rapaz muito bom. Não porque todo mundo que morre era bonzinho, mas porque ele realmente era. Era gentil, solícito, educado.

Mais um aluno nosso se foi. E não por culpa de violência ou drogas; por culpa da fatalidade. Não tem como encontrar a culpa para o falecimento do Yuri. Não há culpados.

Mais um aluno nosso se foi. Um aluno novo, cheio de planos e vida pela frente. E infelizmente não sabemos o tamanho do caminho que temos à frente nesta estrada chamada vida.

Mais um aluno nosso se foi. Mais uma ferida se abre em nossos corações e mais uma vez não sabemos como lidar com isso.

Meu Deus, que do Senhor venha o consolo, porque nada do que pense ou diga será capaz de me confortar, imagine a família desse menino.